Macro fotografia em Odontologia: Se treina. Parte 2

November 30, 2016

 Entre os conhecimentos básicos necessários para a fotografia, é de grande importância o estudo sobre a abertura do diafragma, pois, é por ai que vai penetrar a "matéria prima da fotografia": A Luz.

diafragma, marcado pela letra "f", funciona como se fosse uma janela. Determina a quantidade de luz que penetra na câmera, em um certo período de tempo. A abertura do diafragma depende da lente, e não do corpo da máquina, e pode variar, como mostra o quadro abaixo:

                                 f: 1/1.0 - 1.4 - 2.0 - 2.8 - 4.0 - 5.6 - 8.0 - 11.0 - 16.0 - 22 - 32 ...

ATENÇÃO: Observe que quanto maior o número, menor é a abertura do diafragma ( ver desenho acima) , por conseguinte, menor quantidade de luz que penetra na câmera.

Em uma lente que se aplica zoom, os valores de maiores aberturas vem marcado na própria lente, de acordo com sua distância focal. Exemplo, uma lente de 24 a 85 mm de distância focal, mostra os valores de maiores aberturas, quando se usa a distância focal de 24 mm e quando se usa 85 mm. Valores diferentes.

UM DETALHE FUNDAMENTAL: "Quanto menor for a abertura do diafragma, maior será a profundidade de campo". Portanto, nas fotografias como as usadas em odontologia, ou em saúde de um modo geral, que necessitamos uma nitidez de foco, da região anterior a região posterior, precisamos trabalhar com a abertura do diafragma de f22 ou f 32. Aberturas que permitem  menor entrada na quantidade de luz. VEJA: Precisamos de luz e diminuímos sua porta de entrada. Como resolver este impasse? Teoricamente, permitindo que esta porta permaneça aberta por mais tempo. Por que teoricamente? - Para o diafragma ficar por mais tempo aberto, é necessário diminuirmos a "velocidade de abertura", isto faz com que mais facilmente a foto saia tremida. Ex. Uma velocidade 60 ( 1/60), na posição que se está fotografando, com uma lente relativamente pesada, a simples  respiração do profissional pode deixar a foto tremida. Outra possibilidade que seria aumentar o ISO, pode se tornar impossível, pois o uso do ISO elevado aumenta a possibilidade de uma fotografia com granulação. Diante destes fatores, para fotografia intra bucal precisamos ter configurações pré definidas e com um flash adequado. Estes fatores serão estudados em outros capítulos e devem ser assim:

Abertura do Diafragma : f22 ou f 32

Velocidade: 125

Equilibrio dos brancos: luz do dia, ou flash ou 550 Kelvins

Estilo: Neutro

Fotometria: Pontual ou localizada.

Estas configurações serão estudada posteriormente. O profissional deve procurar no manual de sua câmera os botões utilizados para fazer estas configurações.

No caso de fotografias em que se deseja o fundo desfocado, utiliza-se uma maior abertura do diafragma, portanto com menor problema em relação a quantidade de luz. Neste caso, quanto mais próximo estiver do objeto mais facilmente conseguimos o fundo desfocado. Existem lentes que favorecem este resultado.

 

 

Please reload