Macro fotografia em Odontologia. Se treina. Parte 15

September 17, 2017

 Oclusão habitual

Este tipo de fotografia pode ser realizada com flash circular ou twin. É importante lembrar, que os flash circular pode proporcionar uma melhor iluminação do corredor bucal, devido ao posicionamento de suas lâmpadas em frente a lente. 

A fotografia pode ser executada com o paciente deitado na cadeira odontológica e o profissional se posicionando atrás do mesmo. neste caso, a linha de oclusão deve ficar perpendicular ao solo e a cabeça do paciente voltada para trás. Isto pode dar mais conforto para o profissional realizar a fotografia. Afinal, a lente utilizada, macro 100 ou 105 mm, dependendo da marca da câmera, é uma lente pesada e desconfortável para o profissional, quando se coloca em uma posição inadequada. Outros, preferem fazer a foto com o paciente sentado em um mocho, com a linha de oclusão paralela ao solo, e realizar a fotografia de frente, com o profissional também sentado em um mocho na mesma altura do paciente. Em ambos os casos, os afastadores devem ser segurados pelo paciente, que deve tracioná-los para os lados, e ligeiramente para cima, a fim de evitar o aparecimento do lábio superior. É importante lembrar que ao fotografar por trás do paciente, deitado na cadeira odontológica, a fotografia ficará invertida, portanto, será necessário ajustar posteriormente. As configurações são as tradicionais, o diafragma f 22 a 32, o foco pode ser feito nos incisivos centrais, fixar o foco e depois fazer o enquadramento. Caso apareça um pouco os afastadores ou o centro do lábio superior, deve-se fazer um corte durante a edição da foto.

 

 

Please reload