Aramanaí- Belterra PA

Belterra no Pará, representa um pedacinho da América plantada na Amazônia. Um sonho de Henri Ford, nos tempos áureos da borracha. Ainda hoje, alguns locais preservam as tradições, com suas ruas  largas e  casas de madeira, tipicamente americanas. Cerca de 12 km da cidade, fica a belíssima ponta de ARAMANAÍ, uma área de preservação ambiental, cujo nome vem de: Ara=Terra; Mana=Comida; Í=Pequema. "Pequena terra de fartura".

O rico folclore da região explica o nome "Aramanaí" de outra maneira: No passado, havia muita dificuldade de se chegar a Santarém por terra. As viagens eram feitas em canoas a vela, que duravam mais de uma semana, o que obrigavam algumas paradas para descanso e refeições. Pela sua beleza, a linda praia foi escolhida para uma destas paradas. Na canoa, que navegava muitas horas, vinham duas irmãs. Uma delas "apertada" para urinar falou a outra: "mana não aguento mais, onde posso urinar ? E a resposta foi "Ara mana ai". No passado, o termo "ara" era muito usado pelos nativos da região em lugar do "ora".

Casa em Belterra
Igreja Matriz
Ig. Santo Antonio de Pádua
Avenida
Avenida com casas tipicamente americanas
Aramanaí
Preservação ambiental
Pousada Sereia
Pousada em Aramanaí
Por do Sol
Belíssimo fim de tarde em frente Rio Tapajós
Aramanaí
Paz e traquilidade
Ponta de Aramanaí
Aramanaí
Aramanaí
Por do Sol
Rio Tapajós
Fim de tarde
Solicito se pondo na Ponta de Aramanaí
Mostrar Mais
Aramanaí
Aramanaí
Aramanaí
Mostrar Mais
Ig.N.S.das Dores
No verde da Amazônia. Aramanaí
Ig.N.S.das Dores
Aramanaí, Amazônia, Belterra. PA.
Rio Tapajós
Vista do interior da Ig. Nossa Senhora das Dores
Mostrar Mais

1/1